Feminismo é tema de curso de fotografia ofertado pela UESPI

A Universidade Estadual do Piauí, por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários definiu o plano de execução de mais um curso de extensão em fotografia. O curso foi lançado em 2016. Na sua primeira edição, o curso abordou o movimento negro e agora está na segunda edição. Dessa vez, abordará o tema “Feminismo e mulheres diversas”.

Os principais pontos do projeto foram discutidos ontem (01/02), em um encontro realizado no Palácio Pirajá (UESPI/Torquato Neto), entre o pró-reitor de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários, Raimundo Dutra, representantes da Secretaria Estadual de Mulheres do Partido dos Trabalhadores, Coletivo Feminista GEMDAC (Gênero, Mulher, Desenvolvimento e Ação Cidadã), União das Mulheres Piauienses do Partido da Causa Operária e UBM (União Brasileira de Mulheres) e coordenador do curso de fotografia, prof. Dr. Orlando Berti.

O curso é uma iniciativa da UESPI, em conjunto com órgãos e movimentos de mulheres

Na reunião ficou definido que as atividades serão abertas no dia 13 de fevereiro e acontecem até março. No cronograma consta a realização de oficinas com palestrantes que tratarão sobre assuntos relacionados ao feminismo, além de aulas teóricas e de campo para o ensinamento e fixação de noções técnicas sobre fotografia aos participantes.

“O curso pretende trazer a perspectiva da UESPI em fazer uma reflexão juntamente com a comunidade sobre temáticas contemporâneas. É um grande prazer estar fazendo parte novamente de um curso como esse e a gente espera que surtam vários efeitos de reflexão social e de reflexão de novos rumos para a questão do feminismo que ainda é tão combatido no nosso estado”, destacou Orlando Berti.

Ao todo, serão ofertadas 25 vagas divididas entre alunos da UESPI e pessoas indicadas por entidades do movimento de mulheres. Ao final será realizada uma exposição, aberta ao público, com os produtos fotográficos dos alunos. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 06 de fevereiro, na PREX.

“Esse curso é uma forma da universidade discutir as questões relacionadas às mulheres de uma forma mais lúdica e mais artística que é a fotografia. Dessa forma, estamos construindo uma estratégia diferente para se discutir as questões relacionadas ao feminismo, à situação da mulher na sociedade e à importância que o feminismo tem na luta pela igualdade de direitos”, ressaltou Raimundo Dutra.

Fonte:
Assessoria de Comunicação – UESPI
Por Wanderson Araújo
ascom.uespi@gmail.com

Adicionar a favoritos link permanente.