Campus Clóvis Moura recebe oficina sobre Violência contra a Mulher e Violência de Gênero

A oficina “Violência contra mulher e Violência de gênero: uma intervenção a partir do cotidiano escolar”, foi realizada na manhã desta quinta-feira(26) no Campus Clóvis Moura, da Universidade Estadual do Piauí.  A ministrante da atividade é a professora aposentada da UFPI, Maria Dulce Silva, que já percorreu 15 campi da instituição promovendo o diálogo com alunos, professores e a comunidade sobre a temática.

A docente, que é ativista do movimento feminista e de outros movimentos sociais, trabalha com o propósito de instigar no público a reflexão sobre violência contra mulheres, através de atividades lúdicas como a dança, o desenho e com exibição de vídeos dentro do eixo temático.

A oficina já foi ofertada em 15 campi da UESPI

A abordagem sobre violência contra mulher dentro conteúdo programático da oficina trabalha com vários os tipos de violência, como a doméstica, a física, a verbal e a simbólica. A professora Maria Dulce destaca que é feito uma ampla discussão para compreender o que cada oficineiro pensa sobre violência de gênero, de acordo com suas vivências. “Mas temos como foco o ensino. Debatemos  dentro do contexto escolar o bullying, que sempre foi uma prática de violência nas escolas. Como também a violência de professor e aluno, principalmente, no ensino fundamental”, explica.

A oficina de Violência contra mulher é um projeto desenvolvido pela Pró-reitoria de Extensão

Para ela, a violência, muitas vezes, atua de forma invisível. “A gente não se dá conta que somos vítimas de violência ou que está praticando violência de gênero”, pontua. As oficinas fomentam a interação dela  com os oficineiros. Maria Dulce ressalta que é preciso ouvir, porque é uma experiência de todos, e cada um se envolve e se compromete muito mais. “Cada oficina eu saio gratificada. A UESPI está fazendo um trabalho muito importante. Geralmente, as universidades não se preocupam em está trabalhando essa dimensão”, afirma.

A aluna egressa, Naira Almeida (à esquerda), durante a oficina

A aluna egressa do curso de Letras/Espanhol da UESPI, Naira Almeida, disse que a violência de gênero deve ser discutida em todos os contextos. Ela aproveitou a oficina  para coletar informações para elaborar um projeto de pesquisa para o mestrado. De acordo com aluna, a pesquisa pretende analisar um conto argentino “ Las Medias Rojas de Pardo Bazan”, em que a personagem sofre violência física e sexual do pai. “ É importante discutir violência de gênero porque as mulheres ainda são muito vulneráveis. Por isso precisamos esclarecer mais temática e criar mais políticas de proteção a mulher”, conclui.

Fonte:
Assessoria de Comunicação – UESPI
Por Valéria Soares
ascom.uespi@gmail.com

Adicionar a favoritos link permanente.